O TEATRO DOS TEATROS

shakeaspeare-baixa

Londres. Inglaterra. Abril de 2017.

Veja quantas aberrações saem desse tal Globe Theatre! diz a velha tomando chá. Aquele mouro grandão com uns chifres na cabeça e a menina drogada querendo morrer por amor. Saio de perto dela e me aproximo para ver melhor o principezinho atormentado. Nem sonhe em se misturar àquela suruba noturna, diz o guarda bigodudo, ainda estão longe as noites de verão. Não faltam velhos depravados que se acham reis e, Ei! Espere! Melhor não falar mal das bruxas. Aqui está a sua cerveja, mister. Bebo e desenho como se escrevesse. Sinto como se visse. E parto pelas margens do Tâmisa como se soubesse para onde estou indo.

A.C.M.

facebook.com/calimanviajando/

Anúncios

UM ESTRIPADOR

jack-baixa

Londres. Inglaterra. Abril de 2017.

O beco ainda é sinistro. Escuro, isolado, mesmo no meio de tudo. As prostitutas passam esbarrando nas moças direitas que não tiram os olhos dos celulares. Os rapazes cansam de jogar olhares e palavras tortas para elas e investem pesado nos pints, que sempre os levarão a outros becos escuros. Ninguém nota a moça degolada cirurgicamente, caída num canto. Mas tiram fotos do grafitti que decora a escuridão. É então que um tipo soturno, de cartola cobrindo os olhos, passa por mim guardando algo dentro do sobretudo. Um reflexo das lamparinas amareladas incide no objeto. Pode até ser uma faca afiada, mas não há como saber, ainda que sejam bem visíveis, em suas mangas puídas, os respingos de sangue, e eu peço outra dose.

A.C.M.

facebook.com/calimanviajando

DSC09768