OS SEGREDOS DOS LUGARES ERMOS

renamont-peq

França. Fevereiro de 2017.

Não posso revelar que local é esse, ermo, quieto, deslumbrante durante o dia e mágico durante a noite. A fogueira queima ali no meio daquelas pedras antigas dispostas em círculo, imagens ancestrais gravadas, corvos guardando algo que não se vê. O cavaleiro sempre pede guarida e o dragão insiste em dizer que é feito de sombras. Essas meninas ainda vão fazer ciúme na vizinhança, mas elas não querem parar de dançar. Eu mergulho no rio gelado até voltar correndo pra minha cama quentinha, cheia do perfume dela.

A.C.M.

facebook.com/calimanviajando

Anúncios

A PARIS DE NOTRE-DAME

parisnotredame-peqParis. Agosto de 2015.

As gárgulas tomam conta dos telhados da Catedral que, daqui de cima, parece bem mais alta do que lá debaixo. As carrancas vigiam a cidade, pensando, invejando, admirando, zombando. O Sena rodeia essa famosa ilha e segue indiferente. Os turistas se distraem com o corcunda que toca o sino gigantesco e a Torre Eiffel fica meio enciumada lá de longe, ainda que seja mimada pelos prédios charmosos ao redor, que insistem em não crescer demais.

A.C.M.


https://www.facebook.com/calimanviajando

SAMBA MEDIEVAL EM CARCASSONNE

carcassonne-pc

Julho de 2015. Carcassonne. França.

Os Celtas, Galo-romanos e Visigodos talvez não tenham imaginado que um dia haveriam alguns rapazes franceses tocando um samba brasileiro na entrada da mítica cidadela de Carcassonne. A batucada alegre também não parece condizer com o campo de prisioneiros que foi criado aqui durante a Segunda Guerra Mundial. As princesas da Disney escolheriam algumas destas torres para esperar seus príncipes encantados enquanto qualquer brasileiro chegaria a abrir mão da feijoada para almoçar um pratão de Cassoulet.

A.C.M.

carcassonne


Facebook do Caliman Viajando:

https://www.facebook.com/calimanviajando

“O FESTIVAL DE NANQUIM”

angou-pers-cor-p

Angoulême. França. Janeiro de 2015.

Os gatos perdidos ficam malucos com tanta intromissão. É frio nas ruas e quente nas tendas apinhadas de gente, as páginas cheias de nanquim são folhadas por dedos vindos de todos os lugares. Lucky Luke quase saca sua pistola quando vê aquela imitação de Obelix emagrecendo longe dos queijos e dos vinhos. A Valentina tenta chamar atenção, desafiando o frio, mas o Corto Maltese está sempre ansioso para dar o fora no primeiro veleiro e Hergé não cansa de procuras o Tin Tin na multidão.

A.C.M.