UM ESTRIPADOR

jack-baixa

Londres. Inglaterra. Abril de 2017.

O beco ainda é sinistro. Escuro, isolado, mesmo no meio de tudo. As prostitutas passam esbarrando nas moças direitas que não tiram os olhos dos celulares. Os rapazes cansam de jogar olhares e palavras tortas para elas e investem pesado nos pints, que sempre os levarão a outros becos escuros. Ninguém nota a moça degolada cirurgicamente, caída num canto. Mas tiram fotos do grafitti que decora a escuridão. É então que um tipo soturno, de cartola cobrindo os olhos, passa por mim guardando algo dentro do sobretudo. Um reflexo das lamparinas amareladas incide no objeto. Pode até ser uma faca afiada, mas não há como saber, ainda que sejam bem visíveis, em suas mangas puídas, os respingos de sangue, e eu peço outra dose.

A.C.M.

facebook.com/calimanviajando

DSC09768

Anúncios