DOIS BRAVOS E UM VELHO

velho-bravos-caliman-p

Angoulême. França. Março de 2015.

Esses altões de bota preta acham que podem chegar aqui e arrasar com tudo? diz o velho antes de agarrar um rifle caído no chão, manchado de sangue. Nenhum soldado se opõe. Esse velho atira bem pra cacete!, diz um deles enquanto vê o outro sendo atingido. A gente morre, mas liberta esse pedaço de chão! A gente costumava jogar cartas aqui nessa praça. Olha! Olha! Os aviões estão chegando, tomara que tenham misericórdia dessa cidade mas, ouça bem, a gente reconstrói tudo, mon ami, pedra por pedra!

A.C.M.

Anúncios